.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo

Notícias

Reunião entre autoridades do CNJ e do Tribunal de Justiça de Pernambuco para  avaliar implantação do BNMP. FOTO: Assis Lima | Ascom TJPE
Ciente da relevância do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Adalberto de Oliveira Melo, se comprometeu a empregar esforços para cumprir o prazo estipulado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 10 de maio, para cadastrar todos os presos do Estado na plataforma. 
Secretário-geral do CNJ, Júlio Ferreira de Andrade, em conversa com autoridades do Tribunal de Alagoas sobre implantação do BNMP. FOTO: Itawi Albuquerque - Dicom/TJAL
       A implantação do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP) avança no País. Nesta terça-feira (10/4), o secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Júlio Ferreira de Andrade, se reuniu com a alta administração do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) e foi informado de que o trabalho de inclusão dos dados dos presos no sistema deve ser concluído na próxima semana.