.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo

Judiciário

Do total de 50 candidatos inscritos, 43 estão participando do Curso de Capacitação das Comarcas do Interior, promovido pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), através da Escola de Aperfeiçoamento dos Servidores do Tribunal (EASTJAM). De acordo com a psicóloga Wiulla Inácia Garcia, que está coordenando o curso no polo de Parintins, o retorno tem sido impressionante, porque “a gente percebe que os servidores do interior demonstram muita carência de conhecimento, por isso o interesse é grande”.Distante de Manaus a 369 km em linha reta e 420 km por via fluvial, Parintins, com uma população de 102.066 habitantes, é considerado a segunda maior cidade do estado e um dos pontos turísticos mais importantes da Amazônia. Trata-se de um dos principais patrimônios culturais da América Latina devido ao Festival Folclórico. Sua comarca funciona com três varas e um juizado especial, onde são titulares os juízes Patrícia Macedo de Campos, da 1ª Vara; Melissa Sanches da Rosa, 2ª Vara; Antônio Itamar, 3ª Vara e Aldri da Castro Rodrigues, do Juizado Especial. Apesar dos quatro magistrados, a demanda é grande. Pela comarca transitam algo em torno de 1.200 processos por cada Vara.O Curso de Capacitação começou na última segunda feira, 06/06, com aulas de Direito Notarial e Direito Registral, ministrados através das palestras dos professores Elmúcio Jacinto Moreira, tabelião do 6º Ofício de Notas e Aníbal Fraga Resende, do 6º Ofício de Registro de Imóveis. “Aqui no interior é diferente da capital. Os cartórios extrajudiciais funcionam junto com o tribunal. Durante a palestra desses dois mestres, os servidores fizeram muitas perguntas, tiraram dúvidas e, com certeza, aprenderam bastante”, disse Wiulla Garcia.Nesta quinta-feira (9), no período da tarde, foi o momento para tirar todas as dúvidas sobre a rotina de trabalho nos cartórios. Desde quando entra a petição até sair a sentença. Logo, também foi um dia de muito aprendizado. “Na capital, temos muito acesso às leis, regras, procedimentos. Aqui, não. Então nós estamos trabalhando os assuntos básicos até chegar aos mais avançados. O que é importante é que eles dão muito valor à capacitação. Ficam até a noite e participam de todas as formas. Com isso temos alcançado bons resultados”, festeja Wiulla.O módulo seguinte a Gestão de Pessoal, ministrado pela própria Wiulla Garcia abordou temas como a competência exigida nas instituições públicas, com noções de liderança, comunicação, trabalho em equipe e atendimento ao público.Fonte: Assessoria de Comunicação do TJAM
.

Sub-categorias