.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Digitalização de processos físicos para o Pje. FOTO: Ascom TJPB
Digitalização de processos físicos para o Pje. FOTO: Ascom TJPB

O Projeto Digitaliza, ferramenta desenvolvida pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, tem avançado em todo o estado. Já foi migrado, até o final de março deste ano, um total de 74.478 processos físicos para o Processo Judicial Eletrônico (PJe), dos quais cerca de 55 mil foram nos Fóruns de Mangabeira, Cível de João Pessoa e de Campina Grande. “Essas unidades começaram ainda em 2018. O Fórum de Mangabeira foi o projeto-piloto, começando em março e ficando até o final de maio. Em julho o projeto expandiu para o Fórum Cível da Capital e para o Fórum de Campina Grande”, explicou Carol Leal, gerente de projetos da Diretoria de Gestão Estratégica do TJ.

Segundo ela, no Fórum de Campina Grande e no Cível de João Pessoa, os trabalhos foram prorrogados por 4 e 6 meses, respectivamente, por força do Ato da Presidência nº 01/2019. A previsão é de conclusão dia 9 de maio em Campina Grande e 9 de julho no Fórum Cível. “Atualmente, Campina Grande está na fase final, restando cerca de 5 mil feitos. Quanto ao Fórum Cível, ainda falta a maior parte das Varas Cíveis, o que representa cerca de 50 mil processos físicos, sendo, no momento oportuno, reavaliada a necessidade de mais uma prorrogação”, afirmou Carol Leal.

A atualização dos avanços do digitaliza está disponível no link: www.tjpb.jus.br/digitaliza. Por esse link é possível acompanhar o desempenho semanal de todas as unidades judiciárias que estão fazendo por conta própria a migração dos processos físicos para o PJe. “Conforme o Ato da Presidência nº 12, desde o dia 11 de fevereiro, as 134 unidades relacionadas nesse ato poderiam fazer por conta própria essa migração. Elas têm metas conforme o número de processos que cada unidade possui para cumprir. Todas elas, até o final do ano, têm que migrar pelo menos 85% dos processos físicos”, explicou a gerente de projetos.

De acordo com os últimos dados, até 31 de março, das 134 unidades relacionadas, as que já atingiram a meta de 85% são: o Juizado Especial Misto de Cajazeiras, a Segunda Vara Mista de Ingá, a Vara Única de Umbuzeiro, a Terceira Vara Mista de Sousa, a Vara Única de Cabaceiras e a Vara Única de Cruz do Espírito Santo”, informou Carol Leal.

Fonte: TJPB

 


Tópicos: Processo Judicial Eletrônico (PJe),tecnologia e modernização ,TJPB