.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Unidade da maior cidade do estado atendeu 230 casos de 2018, ante 186 no ano anterior (Gil Ferreira/Agencia CNJ)
Unidade da maior cidade do estado atendeu 230 casos de 2018, ante 186 no ano anterior (Gil Ferreira/Agencia CNJ)

A procura por meios alternativos para a resolução de conflitos, como mediação e conciliação, registrou acréscimo na comarca de Joinville, norte do Estado, maior cidade de Santa Catarina. O Cejusc instalado naquela unidade finalizou o ano com a marca de 230 atendimentos, contra 186 prestados em 2017 - 20% de aumento na movimentação.
Para Ana Lúcia Rozza, supervisora do Cejusc, tal estatística revela que as pessoas cada vez mais tomam conhecimento dos serviços oferecidos pelo órgão e, com isso, procuram inicialmente resolver seus conflitos através da conciliação ou mediação. Atualmente, quatro conciliadoras atendem no Cejusc de Joinville. "A meta para 2019 é dobrar este número de conciliadoras e também ampliar o espaço onde são realizadas as sessões de conciliação", destaca a supervisora.

O Cejusc oferece orientação ao cidadão e realiza a mediação e conciliação entre as partes envolvidas, com vistas a solução de conflitos de forma simplificada e rápida. Também recebe reclamações pré-processuais, em casos que ainda não chegaram à Justiça, e processos judiciais, quando já existe ação judicial em andamento.
A unidade atende demandas de casos de Direito do Consumidor e causas cíveis em geral, como cobranças, briga entre vizinhos e acidente de trânsito, entre outros. O objetivo é sempre unir as partes em uma tentativa de acordo.Em Joinville, o Cejusc está localizado na sala 109A do Fórum de Joinville , na rua Hermann August Lepper, 980. Atende diariamente das 12 às 19 horas, também pelo telefone (47) 3461-8623.

Fonte: TJSC


Tópicos: Mediação e Conciliação,Centros Judiciários de Resolução de Conflito e Cidadania (Cejuscs),Solução de conflitos,Conciliação e mediação,conciliação