.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Taxa de cargos vagos chega a 50% em certas unidades, para onde irão aprovados em concurso (Ike Bottega/TJSC)
Taxa de cargos vagos chega a 50% em certas unidades, para onde irão aprovados em concurso (Ike Bottega/TJSC)
Após recente homologação do último concurso público, o Tribunal de Justiça dará início ao processo de provimento dos cargos de técnico judiciário auxiliar e analista jurídico para atuar na Justiça de primeiro grau. As comarcas com maior déficit de pessoal terão prioridade no preenchimento das vagas, em atenção ao critério definido pela atual gestão do TJ. Em algumas comarcas do Estado, o percentual de cargos vagos chega a 40% e até 50%, como é o caso, respectivamente, de Itapoá e Itaiópolis. A meta é reduzir gradativamente esses índices, contemplando de início as comarcas com maior carência de pessoal. O juiz auxiliar da presidência Laudenir Petroncini explica que, no momento, não é possível zerar o déficit, uma vez que o Tribunal não dispõe de recursos orçamentários suficientes para prover todos os cargos vagos (hoje, ao todo, são 438 somente na Justiça de primeiro grau). A  presidência do TJ também já estuda o provimento de aproximadamente 10 cargos de oficial de Justiça e avaliador.
 
Fonte: TJSC

Tópicos: Política de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição,priorização do 1º grau