Últimas páginas visitadas

(Divulgação/TJPA)
(Divulgação/TJPA)

Preocupada em orientar magistrados e servidores de forma a otimizar e aprimorar a prestação jurisdicional, a Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO) realizou, somente no primeiro semestre deste ano, por meio da Assessoria de Orientação e Correição, inspeção em cartórios extrajudiciais de 27 comarcas do Estado, além de 10 distritos judiciários. Na capital, os trabalhos também vem sendo realizados em diversas serventias desde o início desta gestão, que está sob a responsabilidade do corregedor-geral da Justiça de Goiás, desembargador Walter Carlos Lemes, que faz questão de acompanhar de perto esses procedimentos. A previsão, de acordo com a expectativa da Assessoria Correicional, é de que as inspeções nos cartórios de Goiânia sejam concluídas até agosto.

Em algumas comarcas, foram inspecionados de dois a três cartórios. Após analisar os resultados das inspeções, o corregedor-geral explicou que a Corregedoria hoje visa a orientação em detrimento da punição como forma de melhorar a qualidade dos serviços oferecidos à população e auxiliar no aperfeiçoamento das escrivanias. “Ao longo dos anos, o papel desempenhado pela Corregedoria passou por várias modificações. Atualmente integramos um órgão que atua mais no sentido de orientar, aconselhar e apoiar. Isso não quer dizer que abusos e irregularidades não serão coibidos. No entanto, buscamos justamente com essa conduta atuar preventivamente evitando que aconteçam episódios que justificariam uma punição. Com isso é possível criar condições de desenhar alguns cenários no futuro, criar mecanismos para tornar a Justiça mais eficiente, acreditada, prestigiada e humanizada”, ressaltou o corregedor-geral.

Durante as visitas da equipe correicional, são observados se os responsáveis pelos cartórios informam, integralmente, os atos praticados no sistema do Fundo Especial de Reaparelhamento e Modernização do Poder Judiciário (Fundesp) e se recolhem, nos prazos, os valores declarados ao fundo, bem como aspectos como organização, estrutura e atendimento ao cidadão. Segundo o juiz Murilo Vieira de Faria, que está à frente da ação, todas as comarcas de Goiás serão alcançadas pelas inspeções. “As inspeções e orientações fazem parte das atribuições e da rotina da Corregedoria, que tem trabalhado incessantemente para melhorar o atendimento aos usuários. A ideia da CGJ é inovar sempre, de forma a buscar a excelência em todas as situações. Em cada ação praticada pela Corregedoria estão presentes os princípios da cooperação, eficiência e harmonia”, acentuou.

Desde o começo desta gestão, iniciada em 1º de fevereiro deste ano, foram realizadas inspeções tanto na capital quanto no interior, a exemplo de Acreúna, Bom Jesus de Goiás, Inhumas, Aparecida de Goiânia, Alexânia, Novo Gama, Cromínia, Santa Terezinha de Goiás, Aurilândia, Cachoeira de Goiás, Quirinópolis, Campos Verdes, São Luís de Montes Belos, Goiás, Vianópolis, Alto Paraíso de Goiás, Morrinhos, Padre Bernardo, Itapaci, Crixás, Alto Paraíso de Goiás, Jandaia, Inhumas, Edeia, Caldas Novas, Campos Belos e Varjão, além dos distritos judiciários de Jeroaquara e Faina (que fazem parte da comarca de Goiás), Água Limpa (integrante de Morrinhos), Caraíbas (abrangido pela comarca de Rubiataba), São João D' Aliança (Alto Paraíso de Goiás), Pilar de Goiás (Itapaci), Colinas do Sul (Niquelândia), Rio Quente (Caldas Novas), Monte Alegre de Goiás (Campos Belos), e Hidrolina (Itapaci). Grandes cartórios da capital já passaram por inspeção como o 1º e 2º Tabelionatos de Protesto, Registros de Títulos e Documentos e Pessoas Jurídicas de Goiânia. A servidora Maria Beatriz Passos Vieira Borrás está à frente da Assessoria de Orientação e Correição da CGJGO. 

Fonte: TJGO


Tópicos: correição,cartórios

SEPN Quadra 514 norte, lote 9, Bloco D CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

W3C Válido