Últimas páginas visitadas

Método APAC, Ressocialização, Sistema carcerário
Evento marcou formação de associação de amparo aos condenados para aplicar abordagem (Divulgação/TJPR)

Em evento organizado pelo Judiciário da comarca de Palotina, foi aprovada a aplicação do método APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) no município. A solenidade, no dia 6, foi conduzida pelo juiz da Vara Criminal Sérgio Decker e teve a presença da população da cidade.

A juíza Branca Bernardi, coordenadora da implantação do método APAC no Paraná, compareceu. Para ela, a APAC é o caminho mais eficiente para solucionar os problemas do sistema carcerário e reduzir a criminalidade. “O método se apresenta como uma alternativa de economia de recursos públicos e de bons resultados.”

“A filosofia da APAC é buscar uma ressocialização do preso a partir de uma disciplina rígida, mas com respeito, ordem, trabalho e o envolvimento da família do sentenciado”, esclarece Decker. Há vários meses, o juiz promove palestras sobre o tema para esclarecer a opinião pública quanto ao método, que tem sido aplicado para promover a ressocialização das pessoas condenadas.

Durante a reunião, foi formada a associação, que ficará responsável pelas etapas seguintes até a viabilização do local, o qual abrigará a APAC. A solenidade constituiu o ponto alto de um processo de conscientização da sociedade, fruto de mais de uma dezena de palestras proferidas em várias localidades do município.

Método APAC

A APAC é um método de cumprimento de pena que se pauta pela disciplina, trabalho, estudo, cumprimento rígido de horários, envolvimento da família, religião e voluntariado, e que tem por objetivo diminuir a criminalidade pela ressocialização de condenados.

“A necessidade de se implantar uma APAC decorre do reconhecimento de que a criminalidade deriva de três verdades inconvenientes. Primeira: quem comete um crime grave deve ser preso. Segunda: atualmente, a cadeia comum é causa de criminalidade. E, terceira: um dia, o preso voltará à sociedade. O sucesso desta solenidade é a prova inconteste de amadurecimento de uma comunidade”, disse o juiz.

Fonte: TJPR


Tópicos: ressocialização,Método APAC

SEPN Quadra 514 norte, lote 9, Bloco D CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000/5001 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

W3C Válido