Siga o CNJ Flickr Facebook Twitter Youtube Instagram RSS

Implantação do PJe na comarca de Água Boa fecha cronograma de 2016

Justiça mineira investe em suporte a novos usuários do PJe.CDivulgação/TJMG
Processo Judicial Eletrônico (PJe).Crédito: Divulgação/TJMG.

A Comarca de Água Boa foi a última unidade judiciária a receber a implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJe), em 2016. Desde o dia 14 de dezembro, o Juizado Especial Cível e a Primeira e Segunda Varas Cíveis passaram a realizar a tramitação digital de processos. A solenidade, que ocorreu na sede do fórum, contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Paulo da Cunha, do desembargador Rubens de Oliveira Santos Filho, além de juízes, advogados e servidores do fórum.

No Juizado Especial, a nova plataforma irá suceder o Processo Judicial Digital (Projudi), assegurando mais agilidade, eficiência, comodidade e segurança ao serviço prestado pelo Poder Judiciário do estado. Ao todo, a comarca concentra 2.168 ações em trâmite no sistema Projudi, acervo migrado para o sistema PJe.

O juiz auxiliar da presidência do TJMT Aristeu Dias Batista Vilella enfatizou que os avanços foram sentidos em todos os setores da sociedade, inclusive pelo Poder Judiciário, que tende a acompanhar o progresso para melhoria dos serviços ofertados à população mato-grossense. “Temos que utilizar todos os meios inovadores para atender aos nossos jurisdicionados. E esse sistema é uma das ferramentas mais modernas e produtivas que temos disponíveis, por isso a expansão tem sido tão rápida em todo o estado”, justificou.

Nova realidade - O presidente do tribunal, desembargador Paulo da Cunha, elencou mais benefícios que estão associados à virtualização processual. “O Poder Judiciário já tem seu caminho traçado e ele leva à era digital. Chegou o momento de automatizar nosso trabalho, atingir um novo patamar de gestão processual com sustentabilidade, redução de custos com papel e acesso online em tempo real. E essa nova realidade já tem nome: chama-se PJe”, declarou.

Aperfeiçoamento laboral que o juiz diretor do Foro da Comarca de Água Boa, Ramon Fagundes Botelho, apontou como primazia para a melhoria do trâmite processual. “É uma honra trazer as boas novas para nossa comarca, afinal, pleiteamos o PJe para Água Boa. A partir de hoje o trâmite burocrático chega ao fim, iniciamos uma nova dinâmica de trabalho que, com o PJe, nos trará grandes ganhos, principalmente por nos permitir dar maior vazão ao fluxo processual”, afirmou.

Atualmente, o PJe está instalado em 121 órgãos julgadores de primeira e segunda instâncias, entre Varas Judiciais, Juizados Especiais, Câmaras Julgadoras e Turma Recursal, movimentando mais de 185 mil processos em Mato Grosso. A expectativa é estender a plataforma às varas criminais em 2017, porém, a expansão total do processo eletrônico em todo o estado ocorrerá até o final de 2018.

 Fonte: TJMT


Tópicos: investimento em tecnologia,TJMT,PJe,Eficiência Operacional

SEPN 514, lote 9, Bloco D - Brasília/DF CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000/5001 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.