Últimas páginas visitadas

Programa catarinense forma 182 adolescentes acolhidosCrédito: Divulgação/TJSC
Programa catarinense forma 182 adolescentes acolhidos. Crédito: Divulgação/TJSC.

O programa Novos Caminhos promoveu, em Florianópolis (SC), a formatura de uma nova turma, com 182 adolescentes. Eles participaram de cursos de qualificação técnica para o mercado de trabalho. O programa beneficia jovens que participam de programas de acolhimento do estado e, ao completar 18 anos, precisam deixar os abrigos onde vivem.

Para o desembargador Sergio Izidoro Heil, segundo vice-presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), a formatura ratifica a importância do programa iniciado em 2013. "A ideia era preparar um grupo menor, e hoje estamos com mais de 650 adolescentes capacitados e 112 trabalhando. Isso é uma alegria muito grande porque é um resgate o que estamos fazendo, uma quebra de paradigmas. Esses adolescentes, quando eram liberados das casas de acolhimento, não tinham para onde ir e não tinham nenhum preparo para a vida, e é isso que estamos fazendo", afirmou.

Para o desembargador, os ganhos são é inestimáveis. "É uma reescrita da história de cada um. É importante ter esperança nas oportunidades oferecidas para uma sociedade mais justa e coerente", ressaltou. "É uma alegria saber que estes jovens, com força, dedicação e esforço, estão concluindo esses cursos e tendo novas oportunidades, sonhos, perspectivas e caminhos", acrescentou a desembargadora Soraya Nunes Lins, coordenadora estadual da Infância e da Juventude do TJSC.

Desde a implantação, o Novos Caminhos atendeu 653 adolescentes de 76 municípios catarinenses, que participaram de capacitações realizadas por equipes do Senai, Sesi e IEL. Juntas, as entidades realizaram mais de 6,5 mil matrículas por meio do programa, e 112 jovens foram encaminhados ao mundo. E a iniciativa continua. "O programa será permanente, pois os impactos que estamos alcançando são muito positivos e é nosso dever contribuir para que essa juventude tenha uma boa formação", prometeu o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte.

A Iniciativa é uma parceria do tribunal, Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC) e Ministério Público. O presidente da AMC, Odson Cardoso Filho, destacou que juízes e desembargadores também são parceiros do programa. "Estamos fazendo um resgate social. Pessoas que se encontravam à margem, que não têm abrigo nas suas famílias, estão tendo essa oportunidade", disse. As 16 assistentes sociais do Poder Judiciário, responsáveis pelo programa nas regiões com os adolescentes, participaram da formatura como forma de reconhecimento pelo trabalho.

Fonte: TJSC


Tópicos: TJSC,abrigos,Boas práticas

SEPN Quadra 514 norte, lote 9, Bloco D CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

W3C Válido