.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Em Araguaçu presidente do TJ reforça relação entre Tribunal e comarcas. Crédito: Rondinelli Ribeiro/TJTO
Em Araguaçu (TO), presidente do TJ reforça relação entre tribunal e comarcas. Crédito: Rondinelli Ribeiro/TJTO.

Na reta final, o projeto Caminhos da Justiça realizou sua penúltima edição cumprindo agenda na Comarca de Araguaçu, na manhã da última quarta-feira (22/9). Na unidade, o presidente do Tribunal de Justiça de Tocantins (TJTO), Ronaldo Eurípedes, reafirmou a importância da aproximação com as comarcas. “Queremos inaugurar, quem sabe, uma nova forma de nos relacionarmos. Estamos repassando uma realidade que provavelmente vocês não conhecem. Com isso, queremos reduzir essa distância entre o 2º e o 1º grau. Não podemos deixar de participar da vida dos senhores e nem os senhores da vida do tribunal”, disse.

Essa acessibilidade nas relações também foi valorizada pelo juiz titular de Araguaçu, Nelson Rodrigues da Silva. “Essa aproximação é muito importante. A gente tem um ombro amigo para levar demandas, sugestões, e tudo isso facilita muito a operacionalização da Justiça”, observou. “O cargo tem sua liturgia, mas nós somos humanos e nas nossas relações continuamos pessoas. Aqui eu sou mais um servidor, e procuro empregar essa acessibilidade no campo pessoal”, completou o magistrado.

O encontro o presidente do TJ falou da experiência alcançada com o Caminhos da Justiça. “Ninguém pode emitir juízo de valor sobre qualquer coisa sem ter conhecimento, e por isso, eu me propus andar o estado inteiro para conhecer em detalhes o Judiciário, e não apenas por ouvir dizer”, relatou.

Ronaldo Eurípedes ainda afirmou aos servidores que o momento é de boas conquistas. “Estamos em um momento de muita comemoração, hoje somos o único do país com um sistema integralmente eletrônico e avançamos no Relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Um trabalho iniciado pela desembargadora Jacqueline Adorno e consolidado pela desembargadora Ângela Prudente. Nós não conseguimos avançar sem planejamento”, concluiu.

Durante o encontro os servidores também tiveram a oportunidade de apresentar as demandas da comarca de Araguaçu e sugerir melhorias. A equipe da presidência mostrou a realidade do Judiciário, tirou dúvidas e apontou caminhos para a concretização de uma Justiça cada vez mais célere e eficaz ao cidadão. 

Fonte: TJTO


Tópicos: priorização do 1º grau,cooperação judiciária,TJTO