.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) retornará a Manaus na segunda quinzena de julho para concluir a inspeção iniciada no dia 9 de fevereiro de 2009. É a quarta vez que o Conselho visita o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e, dessa vez, os trabalhos serão coordenados pela própria Corregedora Nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, que acompanhará a comissão de juízes e técnicos ao Estado. Para o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador João Simões, o CNJ sempre será bem-vindo ao Amazonas porque tem sido parceiro no esforço do Tribunal para fazer os ajustes necessários à modernização do Poder Judiciário e à melhoria da prestação jurisdicional.

— O objetivo do retorno é concluir o trabalho de inspeção que vem sendo feito na Corte do Amazonas, verificando as dificuldades que estão sendo enfrentadas e procurando nos auxiliar na solução dos problemas orçamentários e de recursos humanos – explicou Simões.

“A ministra se mostrou sensível com a situação que a Corte amazonense vinha enfrentando e desde a nossa primeira ida a Brasília ela não tem poupado esforços para nos auxiliar. Acredito que estamos no caminho certo e as coisas começam a clarear”, disse o presidente do TJAM, João Simões, comentando que a decisão do Poder Executivo, tendo à frente o governador Omar Aziz em ampliar o repasse do Judiciário foi fundamental para superar os problemas que o Tribunal vinha enfrentando por falta de verbas.

De acordo com o desembargador, o Poder Judiciário do Amazonas receberá ainda em 2011 mais R$ 20 milhões divididos em parcelas mensais R$ 2 milhões 857 a partir de junho “com este reforço poderemos ainda este ano realizar o concurso de servidores e juízes ampliando o quadro” disse o presidente informando que parte dos recursos também serão designados ao pagamento da dívida. “ Há um planejamento de saneamento em 10 anos”, comentou o presidente. Atualmente o Poder Judiciário conta apenas com 202 funcionários nas 59 comarcas do interior.

Fonte: Assessoria de Comunicação do TJAM