Últimas páginas visitadas

Representantes das unidades socioambientais dos tribunais brasileiros vão se reunir em Brasília para tratar sobre sustentabilidade no Poder Judiciário. FOTO: Pedro Neto/TJAL
Representantes das unidades socioambientais dos tribunais brasileiros vão se reunir em Brasília para tratar sobre sustentabilidade no Poder Judiciário. FOTO: Pedro Neto/TJAL

Terminam nesta terça-feira (30/10) as inscrições para o 1º Workshop Socioambiental do Poder Judiciário, para representantes das unidades socioambientais dos tribunais. A proposta do evento é proporcionar uma troca de conhecimentos entre os agentes responsáveis pela temática socioambiental e coletar sugestões para o aperfeiçoamento da política socioambiental nos órgãos da Justiça, prevista pela Resolução CNJ n. 201/2015.

Os resultados do CNJ e de todos os tribunais brasileiros em relação às ações e desafios para reduzir o impacto de suas atividades ao meio ambiente serão apresentados durante o workshop no dia 8 de novembro, na sede do Supremo Tribunal Federal (STF). As informações fazem parte do 2º Balanço Socioambiental, ano-base 2017. 

Leia mais: Balanço socioambiental aponta ganhos com coleta seletiva em tribunais

A Resolução CNJ n. 201/2015 trata da responsabilidade socioambiental do Poder Judiciário. De acordo com o ato normativo, todos os órgãos e conselhos do Poder Judiciário devem criar unidades ou núcleos socioambientais, estabelecer suas competências e implementar o respectivo Plano de Logística Sustentável (PLS-PJ).

O Plano de Logística Sustentável é composto por medidas para minimizar os impactos causados ao meio ambiente decorrentes das atividades do CNJ e por ações voltadas para o aperfeiçoamento da gestão administrativa. 

Em divulgação prévia dos resultados do PLS do CNJ foi observado que a instituição conseguiu resultados positivos em relação ao consumo de papel, copos descartáveis, água e combustíveis, com queda no consumo e nos gastos. Estão previstas ainda, no plano do CNJ, reduções anuais de 5% nos gastos com telefonia fixa e móvel até 2020, e implantação de gestão de resíduos em papel, plásticos, vidros, pilhas e baterias. O objetivo é destinar 40% dos resíduos sólidos coletados a cooperativas e associações até 2020.

Leia mais: Responsabilidade socioambiental: CNJ reduz consumo e gasta menos

Mais informações sobre o I Workshop Socioambiental do Poder Judiciário podem ser acessadas aqui.

Serviço:
Data: 8/11/2018
Horário: das 8h30 às 13h
Local: Sala de Sessões da 1ª Turma do STF - Praça dos Três Poderes, Brasília/DF
Público-alvo: representantes das unidades socioambientais do Poder Judiciário
Inscrições: até 30/10/2018 neste link.

Agência CNJ de Notícias


Tópicos: gestão socioambiental,balanço socioambiental

SEPN Quadra 514 norte, lote 9, Bloco D CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

W3C Válido