.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) inicia mutirão carcerário em Pernambuco, nesta quarta-feira (17/08). Cerimônia na Biblioteca do Fórum Rodolfo Aureliano (bairro de Joana Bezerra), em Recife, às 9h, marca o início dos trabalhos. Durante um mês, juízes e servidores vão analisar os processos dos 23,7 mil presos e inspecionar as 75 unidades prisionais do Estado.



O coordenador do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (DMF/CNJ), juiz Luciano Losekann, representa o Conselho no evento, ao lado do coordenador do mutirão, juiz Sidinei Bruzska. Ambos visitaram o Presídio Aníbal Bruno (foto) nesta terça-feira (16/07).

Demora - O Aníbal Bruno é a principal casa de detenção da Região Metropolitana de Recife (RMR). Na visita, os juízes encontraram 4.901 homens que cumprem pena e aguardam julgamento nos pavilhões do presídio, que tem capacidade para apenas 1.448 detentos. A principal das reclamações que os juízes ouviram dos presos foi em relação à demora dos julgamentos.

Este é o segundo mutirão que o CNJ realiza em Pernambucano em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJPE) - o primeiro ocorreu em 2009. Durante a realização do mutirão no Estado, que durou de agosto de 2009 a janeiro de 2010, foram concedidos 2.667 benefícios, sendo 1.923 liberdades. Foram beneficiados, no total, 866 condenados e 1.801 presos provisórios. Ao longo dos cinco meses de trabalho, o mutirão analisou 9.652 processos.

Serviço:
Abertura do Mutirão Carcerário do CNJ em Pernambuco
Data: quarta-feira (17/08)
Horário: 9 horas
Local: Biblioteca do Fórum Rodolfo Aureliano (Joana Bezerra) - rua Des. Guerra Barreto,  200 - Ilha do Leite - Recife/PE.