.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
FOTO: Luiz Silveira/Agência CNJ
FOTO: Luiz Silveira/Agência CNJ

Começa nesta quarta-feira (5/6) o curso Mulheres Indígenas e Novas Mídias, na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). O evento, que vai até sexta-feira (7/6), é realizado em parceria pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), por meio da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar e da Escola Judicial (Ejud-MS), com a ONU Mulheres. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) também participa do curso, juntamente com a Faculdade Intercultural Indígena (Faind), a Faculdade de Ciências Humanas (FCH/UFGD), a Unesco, além do apoio da Voz das Mulheres Indígenas.

A abertura será às 19 horas, com a apresentação de uma reza indígena, seguida de uma dança ou mística organizada pelo Curso de Arte e Educação da Faind. Confirmaram presença para esta solenidade a conselheira do CNJ Daldice Santana, a juíza Jacqueline Machado, que responde pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, a gerente de projetos da ONU Mulheres, Fernanda Papa, representante das etnias, da Voz das Mulheres Indígenas – ONU e da Cátedra Unesco/UFGD,

Pela programação, devem palestrar sobre o tema central do evento Cleidiana Ramos, Graciela Guarani e Isabel Clavelin. Na manhã de quinta-feira (6/6), está programada uma visita em uma aldeia indígena em Dourados e a retomada do curso no período vespertino. O encerramento será na sexta-feira (7/6), às 13 horas.

Fonte: TJMS